5 formas de você se endividar sem saber

 

No nosso dia a dia, frequentemente encontramos oportunidades de fazer boas compras ou de contratar um novo serviço. Porém, muitas vezes essas boas oportunidades podem acabar desequilibrando o orçamento. O problema é que quando nos damos conta, já está na hora de recorrer ao crédito para manter os pagamentos em dia. Quando lidamos com o nosso dinheiro é importante ter cautela, planejamento e organização. É importantíssimo estar atento a uma regra simples: não podemos gastar mais do que recebemos. Apesar de simples, muitos ainda não se atentam e caem em armadilhas.

O caminho mais rápido para endividar

Deixe para trás a ideia que só é dívida se o valor é alto. Lembre-se que existem inúmeras maneiras de contrair dívidas, e que a soma delas causam um grande desastre no seu orçamento. Separamos para você as cinco maneiras mais de comuns de se endividar sem perceber:

            1. Pensar só no agora:  Não pensar no futuro é a maneira mais simples de se endividar sem perceber, ainda mais com a facilidade do cartão de crédito. Adquirir um bem com o crédito e não pensar como realizará o pagamento da fatura é a principal rota para uma dívida que pode crescer de forma assustadoramente rápida.

            2. Usar o crédito como parte da renda: Ainda no campo do cartão de crédito, é preciso entender que o recurso é um meio de pagamento e não um valor extra para ser gasto como você preferir. Não confunda o limite disponibilizado para você pelos bancos como uma extensão da sua renda.

            3. Compras desnecessárias: Quem nunca comprou alguma coisa sem estar precisando, que atire a primeira pedra. Porém exagerar nos gastos com itens desnecessários pode fazer um verdadeiro estrago no seu orçamento. Tenha em mente quais são os seus gastos prioritários e evite cair na tentação das promoções.

            4. Financiar bens que desvalorizam rapidamente: Fazer um financiamento para comprar um carro novo pode parecer uma boa opção – já que o veículo serve como garantia para o banco, os juros tendem a ser menores para essa modalidade. Porém, no caso de um financiamento muito longo você pode perder dinheiro, já que a desvalorização do carro começa a contar no momento que ele sai da concessionária. É importante comparar quanto você pagará de juros com o quanto o carro desvaloriza com o tempo, para saber se não haverá prejuízo.

            5. Não poupar: Dívida não é só o dinheiro que você deve, mas também o valor que você deixa de economizar. Segundo especialistas, o caminho mais fácil para você se endividar é não ter um valor separado para emergências. Imprevistos acontecem na vida de qualquer um, se você não se planeja e não pensa a longo prazo, poderá acabar tendo que recorrer a um empréstimo quando a situação sair do controle.

 

Melhor prevenir do que remediar

O melhor caminho para evitar uma dívida que pode perturbar o seu sono é o planejamento. Pensar a longo prazo e ter um orçamento financeiro em mente pode te ajudar a gastar melhor o seu dinheiro. Ao organizar as despesas do mês você saberá se pode ou não assumir uma parcela de um bem mais caro.
Você conhece já passou por alguma situação que se endividou sem perceber? Conta para a gente aqui nos comentários, às vezes podemos te ajudar a sair dessa situação!