Prejuízos de ter o nome sujo

Ter o nome negativado ou “sujo” é uma realidade para muitos brasileiros. Isso significa que você teve seu CPF incluído em um cadastro de inadimplência por não pagar alguma conta em dia, e agora é tido como mau pagador.

São vários os prejuízos que chegam com esta medida.Confira aqui todas as consequências que isto pode trazer e nossas dicas para não deixar que isso aconteça:

          Restrições de crédito

Mesmo que seja a primeira vez que você aparece em uma lista de mau pagador, você terá o crédito restrito na praça. Será difícil abrir conta no banco, conseguir um empréstimo, um financiamento, fazer compras à prazo ou com cheques e até mesmo alugar um imóvel.

          Juros ainda mais altos

É normal a previsão em boletos de juros sobre pagamentos que sejam realizados após a data de vencimento. Estes são os chamados juros moratórios –  que devem se limitar a 1% sobre o valor devido.

Além destes, podem ser cobrados os juros compensatórios que, como se pode aferir do nome, são para compensar a empresa por perdas pelo atraso. O valor deles varia de acordo com o contrato mas, geralmente, podem ser mais altos no caso de um consumidor com o nome sujo, já que o acordo é de mais risco para a empresa. E isso torna as dívidas ainda mais difíceis de serem pagas.

           Suspensão dos serviços

Em contratos de telefonia, por exemplo, com apenas 15 dias de atraso no pagamento as empresas podem notificar o cliente sobre a inadimplência e, em 30, podem suspender parcialmente os serviços.

Isso acontece até mesmo em caso de serviços essenciais, como o fornecimento de água e luz. Se o consumidor fica devendo o pagamento da conta de água, a empresa fornecedora pode suspender os serviços se comunicar a sanção com 30 dias de antecedência. Para as concessionárias de energia, a notificação de que o serviço será suspenso só precisa de 15 dias de antecedência.

           Dificuldade de conseguir emprego

O Tribunal Superior do Trabalho (TST), em 2012, decidiu que o empregador, público ou privado, pode condicionar a contratação de um funcionário à situação dele em cadastros de restrição de crédito.

          Reflexos na saúde

Viver com a agonia de ter o crédito restrito pode trazer consequências até mesmo para a saúde. O nervosismo constante das cobranças e a insegurança trazida pelo nome negativado podem derrubar a autoestima de uma pessoa, podendo sujeita-la à vícios, como o alcoolismo, ou mesmo atrapalhar o foco em coisas importantes de seu dia a dia.

 

          Como limpar o nome sujo

Para ficar com o nome limpo é preciso quitar as dívidas.

A forma mais fácil de fazer isso é por meio de plataformas online de modo que não comprometa o seu orçamento familiar. Por meio delas, você poderá, de forma simples e rápida, renegociar suas dívidas. Basta enviar ao credor uma proposta que caiba no seu bolso, indicando número de parcelas, valor de cada uma, valor de entrada. A plataforma irá levar a proposta à empresa e, se ela aceitar, logo vocês terão um acordo. O site mesmo irá gerar o boleto para que você pague o combinado.

A empresa demora, em média, 02 dias para identificar o pagamento feito por você referente à primeira parcela da renegociação. Então, Fique de olho! Lembre-se de acompanhar seu CPF. As empresas terão até 05 cinco dias úteis para retirar seu nome do cadastro de inadimplentes.

           Dicas para manter o nome limpo

  • Prefira sempre os pagamentos à vista.

  • Faça planejamento financeiro, a partir de uma planilha mensal dos gastos domésticos.

  • Nas compras a prazo, prefira um número menor de prestações e não se esqueça de somar os juros para saber o preço final dos produtos e se cabem no seu bolso.

  • Mantenha sempre uma reserva financeira por segurança – não comprometa toda a sua renda!

 

Gostou das nossas dicas? Não se esqueça de deixar um comentário!